® - AUE Provedor de Internet Ltda.

Em 1995, quando a internet andava a passos tímidos no Brasil, surgia uma das primeiras provedoras de acesso a internet do País.

Hoje, a Netserv é uma empresa de telecomunicações especializada em transmissão de dados em alta velocidade e acesso a internet, com investimentos em fibra óptica para redes de elevada tecnologia.

Com uma história de empreendedorismo e inovação, após 17 anos em um mercado altamente competitivo, nós continuamos a crescer no interior do Estado de São Paulo.
Toda infraestrutura adquirida ao longo do tempo é resultado dos investimentos feitos em rede própria, que hoje utiliza tecnologia dos principais fabricantes globais em rádio frequência e em fibra óptica. Isso, somado a uma equipe capacitada, disposta a atender a todos os clientes com qualidade, respeito, eficiência e rapidez, fazem da Netserv referência nas cidades onde atuamos.


História da Internet e da NETserv

Até recentemente, no Brasil, o acesso à Internet era restrito a professores, estudantes e funcionários de universidades e instituições de pesquisa.

Em adição, instituições governamentais e privadas também obtiveram acesso devido a colaborações acadêmicas e atividades não-comerciais.

A conexão e a interatividade existiam apenas entre a FAPESP (Fundações de Pesquisa do Estado de São Paulo) e o LNCC (Laboratório Nacional de Computação Científica) com instituições acadêmicas norte-americanas.

Após conseguirem acesso a redes internacionais, essas instituições incentivaram outras entidades do País a usar as redes. As entidades conectavam-se utilizando recursos próprios e pagando à EMBRATEL as tarifas normais pela utilização de circuitos de comunicação de dados.

Esse modelo funcionou por algum tempo e mostrou a necessidade de um projeto adequado para a formação de um Backbone nacional (para conectar os centros provedores de serviços especiais à redes regionais que, por sua vez, também deviam ser fomentadas).

A RNP (Rede Nacional de Pesquisa) foi uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) cujo objetivo era justamente implantar uma moderna infra-estrutura de serviços Internet, com abrangência nacional.
A partir de 1995, surgiu a oportunidade para que usuários fora das instituições acadêmicas também obtivessem acesso à Internet e que a iniciativa privada viesse a fornecer esse serviço. A Netserv nasceu nesse exato contexto.

A Netserv foi criada em março de 1995 para ser uma BBS (acrónimo inglês de bulletin board system). Um conjunto de hardware, software e linhas telefônicas permitiam a ligação (conexão) dos usuários, via telefone, a um sistema que permitia a troca de mensagens e conteúdo.
Desta forma, qualquer utilizador de um BBS pode enviar uma mensagem pública para um fórum e ela é distribuída por todos os BBSs que fazem parte da rede de correio. A troca de mensagens entre BBSs é feita geralmente através de dial-up (ligação telefônica discada), numa ligação entre BBSs, organizadas de forma hierárquica. Essa ligação é feita geralmente à noite para diminuir custos de comunicação (chamava-se isto de evento). Estas redes de correio serviram de base para a criação dos newsgroups da Internet.

A primeira Empresa de BBS fundada no Brasil era, na realidade, uma Empresa Portuguesa. A grande dificuldade na época consistia em contratar, com velocidade e quantidade, linhas telefônicas.

Eram poucas as pessoas que entendiam da estrutura da BBS no país. Um dos donos da NETserv cuidava, pessoalmente, de todas as configurações necessárias para o envio dos dados entre os usuários. A NETserv era, então, formada por 4 pessoas: seus dois donos e dois funcionários.
Com o passar dos anos, a BBS deixou seu lugar para a Internet. A tecnologia foi completamente alterada e novos investimentos foram feitos. Em 1997, a NETserv precisou mudar de endereço: centro de São Paulo - um único prédio - único local com instalações apropriadas para comportar o tamanho do link de internet. Havia, na cidade, apenas 4 pontos possíveis que comportavam a instalação do link da Embratel.

O crescimento foi acelerado e, já em 1999, a NETserv passou a atuar também no desenvolvimento de portais de internet e hospedagem de web sites. Contava agora com uma equipe de programadores e de web designs.

Em 09 de janeiro de 2000, um novo período estava por vir: o acesso gratuito a internet e a criação do IG no brasil, iniciativa conjunta da Telemar e da Brasil Telecom. Esse case de marketing deve ser avaliado junto com outros três fatores: o fenômeno chamado de "bolha da internet", nos mercados de ações, a iniciativa do governo brasileiro de criar (e insistir) sua primeira "agência governamental", o CADE, e a falência de mais de 70% do mercado de provedores de acesso a internet no Brasil. Poucos foram aqueles que sobreviveram a esse ano. A Netserv foi uma das Empresas sobreviventes. Sua gestão conservadora das finanças e seu diferencial de tecnologia de hospedagem em servidores garantiram esse sucesso.

No Brasil, ao mesmo tempo em que o número de internautas cresceu com a popularização da internet, o número de provedores de acesso diminuiu consideravelmente. O mercado caracterizou-se pela concentração e pela presença maciça de capital estrangeiro.

A Netserv continuou crescendo e seus sócios procuraram novas oportunidades em mercados menos concentrados: o interior do estado.
Partiu assim para uma nova tecnologia: transmissão de acesso a internet via freqüências de rádio, mas especificamente 2.4 e 5.8 Ghz.

A partir de 2007, a Netserv passou a ser uma Empresa de telecomunicações – Aue Provedor de Internet Ltda., certificada pela Anatel como Autorizada, em âmbito nacional, a prestar Serviço de Comunicação Multimídia. Também, passou a integrar a lista de Empresas sujeitas a regime especial da Portaria CAT 79/03 do Governo do Estado de São Paulo. Diga-se de passagem, verdadeiras conquistas!

Dessa vez, tratou de agregar tecnologia e não mudar, como correu na fase BBS – Internet. As exigências foram maiores, especialmente em função da dificuldade em se encontrar mão de obra especializada no interior do Estado de São Paulo.
Seus sócios aprenderam que, para alguns setores de trabalho, a melhor opção é o treinamento interno de pessoal. Apesar de mais custoso e demorado, os resultados são satisfatórios e a NETserv conta hoje com uma taxa de rotatividade baixa, característica essa fundamental para garantir comprometimento e crescimento.

O grande desafio agora é a capacidade de gestão de novas unidades de atendimento, localizadas em novas cidades. O gerenciamento à distância exige o aperfeiçoamento de processos e, para isso, exige-se tempo.

Nesse exato momento, estamos implementando uma rede de fibra óptica no município de Itu/SP, com outros 3 projetos de expansão em andamento com a CPFL. Também, aguardamos a expedição de licença de Serviço Telefônico Fixo Comutado – STFC – pela Anatel.


Nossos Objetivos

Prestar serviço de acesso a internet banda larga e interconexão de qualidade, com respeito ao cliente, eficiência e rapidez.

Buscamos a conscientização e o esclarecimento dos clientes e dos usuários sobre os benefícios do acesso a internet, educando com relação à filtragem dos conteúdos, à origem fidedigna da informação e o uso positivo do conhecimento, coibindo e bloqueando conteúdos que ofendam à lei e os bons costumes. Queremos oferecer um serviço diferenciado com respeito ao cliente, compromisso e uma relação de trabalho baseada na confiança.